ECONOMIA BRASILEIRA
LOGOTIPO DNEGOCIOS

Postado em maio de 2017

.

ECONOMIA BRASILEIRA
A Difícil Recuperação

Já se pode perceber sinais de recuperação sustentável da economia Brasileira. A essa altura, já não são poucos os indicadores que apontam para uma retomada, resultado direto da racionalidade adotada na condução da política econômica.

Safra 2016/2017

A safra para a temporada 2016/2017 chega injetando entusiasmo, esperança e dinheiro na economia brasileira: perto de 218 milhões de toneladas, contra 186 milhões do período anterior. De acordo com a Confederação Nacional da Agricultura (CNA), a estimativa de crescimento do setor para este ano é de 2%. E estes resultados não se refletem apenas na safra, mas também no parque industrial relacionado, que registra um crescimento expressivo na fabricação e venda de tratores e máquinas.

Setor Automotivo

Outro indicador de que o Brasil, finalmente, parece ter voltado aos trilhos vem do setor automotivo. foram licenciados quase 190 mil veículos apenas em março, representando um crescimento de 5,5% em relação ao mesmo mês de 2016. A produção fechou o mês de março com quase 235 mil unidades fabricadas. e foram exportados 172.693 veículos, o que representa uma expressiva elevação de 69,7% em relação ao ano passado, e até mesmo a vilipendiada Petrobras, vem trilhando um caminho de forte recuperação econômica.

O que dizem as pesquisas

Dados da Pesquisa Industrial Mensal de Produção Física Regional confirma que a indústria está se recuperando com mais força na Bahia, onde o parque fabril cresceu 2,8% Santa Catarina marcou o quarto mês consecutivo de expansão, período em que a sua indústria acumulou crescimento de 7,4%,O estudo revelou que as indústrias do Rio Grande do Sul e do Rio de Janeiro, fecharam o trimestre com a terceira maior expansão do país, crescendo 2,2%, enquanto Goiás, cresceu 2,1%, em Minas Gerais houve aumento na produção em 2%, no Paraná, o crescimento da indústria ficou em 1,9% e em São Paulo houve expansão de 0,2%. o que já se pode chamar de uma recuperação sustentável, comandada pelo esforço produtivo.
        O volume de dívidas em atraso de pessoas físicas caiu 4,42% em março sobre o mesmo período de 2016 e a inadimplência recuou 18,10% no setor de comunicação, 6,11% no comércio, 1,53% nos serviços de água e luz e 0,05 no setor bancário, que ainda concentra a maior parte da dívida da população brasileira, respondendo por 48,9% dessa dívida. A produção industrial cresce e o endividamento recua.

Economia brasileira e inflação.

Outro forte indicador da recuperação da economia brasileira está no controle da inflação. O Índice de Preços ao Consumidor Semanal (IPC-S) revela que o custo de vida caiu em quatro das sete capitais pesquisadas entre a última semana de março e a primeira semana de abril. Em Belo Horizonte, o custo de vida caiu de 0,49% na última semana de março para 0,28% na primeira semana de abril.
        Dados estatísticos confirmam que a Economia Brasileira está se recuperando com maior força na Bahia, onde o parque fabril cresceu 2,8% Santa Catarina marcou o quarto mês consecutivo de expansão, acumulando crescimento de 7,4%. O estudo revelou que as indústrias do Rio Grande do Sul e do Rio de Janeiro, fecharam o trimestre com a terceira maior expansão do país, crescendo 2,2%. Em Goiás, a industria cresceu 2,1%, em Minas Gerais 2%, no Paraná o crescimento da indústria ficou em 1,9% e em São Paulo houve expansão de 0,2%.

Expectativa moderada

Mas ainda assim, não é hora de nos iludir alimentando expectativas fantasiosas de que o país vai se livrar de uma crise dessas proporções num passe de mágica.Não vai.
        Ainda há um longo caminho a percorrer para evitar que todos estes crecimentos expressivos recuem como as ondas do mar. Já se pode vislumbrar após a maior recessão de nossa história, só comparável à dos anos 80, os indicativos de uma recuperação, mas crescimento apenas vislumbrado é muito pouco e se lembrarmos, só pra lembrar, que as reformas Trablhista/Previdência, estão prometidas e sendo discutidas a mais de vinte anos, fica difícil de continuar vislumbrando alguma coisa.
        O país está conseguindo dar a volta por cima, bem no estilo do seu povo. Levantou e está sacudindo a poeira, mas existe um dever de casa ainda para ser feito. A aprovação das reformas trabalhista e da Previdência são passos importantes para incentivar e até viabilizar a retomada do emprego e a sustentabilidade das contas públicas. Sem elas fica difícil garantir a retomada econômica do país. Os sinais de recuperação da economia brasileira são consistentes, mas é preciso que finalmente façam as reformas e se retome a produção, porque é ela, a produção que vai banir a recessão de uma vez por todas.



       

Adicione aos favoritos






SEPHORA








Seleção de Games! Pensou cultura, a Cultura entrega!


Seleção de Livros! Clique e confira.








Lingerie Sale




LOGOTIPO DNEGOCIOS