NOSSO CACHORRO FUJÃO - Nessa hora solidariedade é tudo          
LOGOTIPO DNEGOCIOS

PROCURANDO NOSSO CACHORRO



Procuramos em todos os bairros, por todas as ruas, nem sombra do Óscar. Praticamente não se falava sobre o assunto porque a urgência da situação não comportava bate papo, mas todos estávamos diretamente e praticamente em tempo integral CACHORRO OSCARenvolvidos com a procura. Gabi queria sair de madrugada para fixar os panfletos, mas conseguimos convencê-la a esperar para aproveitar melhor o comercio aberto.
          Para não perder tempo ela voltou correndo para o computador para checar o facebook e as outras redes e postar mais coisas. A cada postagem ela se decepcionava com a reação das pessoas porque em algumas não havia nenhuma curtida, nenhum compartilhamento, nenhum comentário, nada.
          -Olha isso, mãe, a Dila não compartilhou a foto do Óscar, nem a Dani, nem a Kaiú. Mãe, a Kaiu tem mais de duas mil amigas... Arr mas ela me paga! – e já queria pegar o celular pra ligar pra amiga cobrando participação.
          Kaiú é a Kitagawa Yuetaki, filha da minha amiga Tetsuko, Preletora Master da Seichonoie daqui, e amiguinha inseparável com quem a Gabi vivia brigando e vive brigando até hoje. Tirei o celular da mão dela e guardei no bolso. -A Kaiú nem deve estar sabendo ainda do que está acontecendo, Gabi. É muito cedo. Vai ver que nem abriu o face...
          -A Kaiú ainda nem abriu o face! Mãe, a Kaiu vive no face. Ela não tem que abrir nem fechar nada. O face dela vive escancarado direto e ela lá, dentro dele. E quer saber? Esta droga deste facebook é um monumento ao egoísmo e ao narcisismo.
          -Gabriela!
          -Isso mesmo. O facebook é um monumento ao narcisismo e ao egoísmo. Só serve muito bem é pras cocotas fotografarem a bun... a cara e jogar lá. Todo mundo se achando dono da verdade, todo mundo pagando lição de moral pra humanidade, mas se você precisar deles, de qualquer um deles, eles somem. Na mesma hora desaparecem e acabou-se a brincadeira olê olê Olá. Mãe, faz assim: posta no G+ Quem sabe alguém responde...
          Lembro que o Google Plus estava começando e aqui em casa só quem tinha era eu. Tinha postado muita coisa na véspera e já até tinha dado uma olhada. Nada! Nenhuma marcação, nenhum compartilhamento, nenhum comentário. Nada. Lembrei da Shoraia com h, porque tem duas. Uma é com h e a outra sem. Nem ela compartilhou. Disfarcei intimamente uma tristezinha e entendi a decepção da Gabriela, afinal, já “merecíamos”, algum contato de alguém, meu Deus do céu...
          Deixei Gabi, futucando nas redes sociais e fui pra cozinha, preparar algum lanchinho rápido. O telefone fixo tocou.
          -Alô!!
          -É daí que perderam um cachorro de uma orelha só?
          -É! É nosso cachorro! Você...
          -Tem certeza que é um cachorro, madame? Não é um unicórnio não?
          -Unicórnio é tua mãe, cretino desgraçado... Vai caçar o que fazer- vociferei e bati o telefone cortando a gargalhada do infeliz pela metade. Virei e dei de cara com Morrão, que tinha saído do banho e terminava de vestir a camisa na cozinha.
          -Quem é o cretino desgraçado?
          -Um, um (um porra, pensei em dizer um porra! Pensei em dizer um filho da puta!)-Sei lá, Morrão. Era um desocupado que resolveu fazer gracinha com a desgraça dos outros.
          -Cristan!!
          Não sei se já tive oportunidade de dizer, mas eu me chamo Cristiane e o Morrão me chama de Cristan. Não é uma alusão ao fato de eu ser cristã e ele muçulmano. Não, não é isso. É que pronunciar meu nome, pra ele é simplesmente impossível. Toda essa coisa de i, depois a, depois i, pra ele não dá. Então ele pronuncia o melhor Cristiane que pode e acaba saindo Cristan ou coisa parecida. Só que com um sotaque bonito, como se houvesse um “a” com acento agudo e colado nele um outro “a” com til. Mais ou menos como a gente pronuncia Abraão. É engraçado porque toda vez sai um nome diferente. Dessa vez foi com mais agudo e um til no final fechando mais, o que significa uma espécie de repreensão ou discordância em relação a minha atitude. Mas às vezes sai Cristão, às vezes sai Cristal, só Cristiane mesmo é que ele nunca consegue. Jamais.
          - Morrão, você acha mesmo que é hora de um sacana vir fazer piadinha com nossos problemas?
          -Nossos problemas estão sendo resolvidos, Cristan e o “sacana” certamente pensa que tem senso de humor. Gabi?
          -No quarto.Tá sendo difícil pra ela.
          -É.
          E estava mesmo. A coitadinha percorreu loja por loja no bairro todo, mostrando o retrato do Óscar, colando sempre que dava, entrando em aviários, padarias, supermercados, qualquer comercio que apresentasse um fluxo maior de clientes. Enquanto isso eu ia afixando em postes e muros em pontos estratégicos e Morrão nos acompanhava dirigindo com o cuidado de não nos perder de vista. O dia inteiro estivemos procurando o Óscar sem pausa nem para almoçar. Gabi chegou, tomou o banho dela, engoliu um sanduiche e foi pro quarto. Era compreensível que estivesse exausta e precisasse dormir.
          - Ela já foi dormir?
          -Não me deu boa noite nem pediu a bênção a você. Deve estar no computador. Fui verificar e praticamente esbarrei com ela na porta do quarto. Empurrou o notebook pra mim, se jogou sentada no sofá e cruzou os braços. Alguma coisa estava mal.
          - Dupne tur..(1). Murmurou Morrão preocupado.
          -Kabôt, (2) que coisa horrível. Ninguém compartilhou o Óscar. Só gente que eu nem conheço. Minhas amigas ignoraram solenemente!
          -Gabriela, êdupne tri Alá raziza tô...(3) calma...tânrrdad...(4) tânrrdad!
          -Gabi e o pai se abraçaram trocando palavras na língua dele, coisa que eu sempre detestei, mas dessa vez não. Nossa filha estava no fundo do poço e o pai sempre corria para o árabe quando precisava se expressar com mais profundidade com a filha. Lá ele encontrava a palavra certa com mais facilidade. Meu marido, é muçulmano sunita e de acordo com seus preceitos religiosos, pode se unir a quatro esposas. Viva o Brasil e viva o meu marido Morrão que vive me afirmando de forma muito cativante, que as quatro esposas dele sou eu. Depois eu dou os detalhes. O islã não discrimina e nem reprime a mulher, muito pelo contrário. O uso da burka por exemplo, aquela roupa que cobre todo o corpo das mulheres até o rosto, não é uma imposição machista como todos pensam. É em muitos casos uma opção da própria mulher, às vezes até por timidez mesmo, ou para ficarem protegidas e mais à vontade em publico. A opressão contra o sexo feminino é mais um problema cultural do que religioso. Diferente do que aparece na televisão, a religião muçulmana prega a paz e a tolerância e uma das obrigações dos seguidores do islamismo é promover o bem e reprimir o mal. A mídia sensacionalista é que só dá espaço a uma minoria que não representa o verdadeiro islã.
          -Estou pagando, mãe dizia Gabi, me encarando com uma seriedade nos olhos, que não era próprio da idade dela. Mãe, eu estou pagando. Deus está me castigando.
          -Filha! Exclamou Morrão tentando demover a filha daquele sofrimento.
          -O que é que você está dizendo Gabi?
          -É isso mesmo, mãe. Deus está me castigando. Eu fiz o mesmo com a Dila. O mesmo não, pior. Muito pior. Ela me mostrou a foto do Dilihom e eu nem olhei. Você se lembra. Você se lembra. Você tava comigo lá na padaria. Você pegou o retrato do Dilihom e tentou me mostrar e eu, mãe, fiz o que? Diz, mãe diz o que que eu fiz. Nem olhei a foto do cachorrinho dela, só porque a gente tinha brigado. Não me preocupei com o Dilihom. Sabe o que significa Dilihom? Significa Dilanir e Homero. É como se fossem eles dois juntos num outro ser. Eles ainda eram só namoradinhos e o Dilihom era como um laço de compromisso entre os dois. E eu não fui capaz de entender isso. Não fui amiga...Ai que vazio na alma a Dilanir sentiu por minha culpa quando mais precisou de mim...Mãe eu fui montruosa!



          1-(Dupne tur) Filha
          2-(Kabôt) Papai.
          3-(êdupne tri Alá raziza tô) Minha filha querida
          4-(tânrrdad) Se acalme
         
          Este relato continua no próximo mês.


LOGOTIPO DNEGOCIOS








Seleção de Livros! Clique e confira.





Lingerie Sale



SandroMoscol







www.trivago.com.br