CANCER DA PROSTATA- A Campanha Novembro Azul.
      
LOGOTIPO DNEGOCIOS

ADRIANA GROSSE

 NOVEMBRO AZUL


Conscientização e Combate ao Câncer de Próstata

.
  Psicóloga Adriana Grosse

O Novembro Azul é uma campanha de combate ao câncer de próstata e conscientização da importância de exames regulares e diagnóstico precoce.
       A próstata é uma glândula no aparelho reprodutor masculino com a função principal de produzir o esperma. Estimam-se uma média de 61.200 casos novos de câncer de próstata para o Brasil em 2018. Esses valores correspondem a um risco estimado de 61,82 casos novos a cada 100 mil homens. Sem considerar os tumores de pele não melanoma, o câncer de próstata é o mais incidente entre os homens em todas as Regiões do país; enquanto que câncer de traqueia, brônquios e pulmões entre homens estimam-se 17.330 de casos novos; o câncer de estomago esperam-se 12.920 casos novos em homens e estimam-se, 11.140 casos novos de câncer da cavidade oral em homens e esperam-se 7.950 casos novos de câncer de esôfago, entres outros que os homens podem ter.
       O câncer de próstata ocorre quando as células desse órgão começam a se multiplicar de forma desordenada. É o segundo tipo de câncer mais mortal entre os homens; um em cada seis homens é alvo da doença; á um diagnóstico de câncer de próstata a cada 7,6 minutos e o sexto tipo de câncer mais frequente no mundo.
       Em muitos casos o câncer de próstata não manifesta sintomas na fase inicial, porém na fase mais avançada a doença pode manifestar-se através de sinais como: dificuldade em urinar, muitas vezes com jato fraco ou em gotas; dor ou ardor ao urinar; vontade frequente de urinar, acordando de noite para urinar; sensação de que a bexiga ainda está cheia, mesmo após urinar; urina escura devido à presença de sangue; dor ao ejacular e sêmen escurecido.
       Quando o câncer já se encontra numa fase avançada podem surgir infecções e dor nos ossos e, em alguns casos estes sintomas são comuns à infecção benigna da próstata, o que pode dificultar o diagnóstico da doença.
       O diagnóstico do câncer de próstata é feito através do exame de sangue de PSA e do toque retal, solicitados pelo urologista. Se durante o toque retal o médico palpar um nódulo, a próstata deve ser mais investigada através de uma ultrassonografia, biópsia guiada por ultrassonografia e exames de urina.
       Uma vez confirmada a existência de câncer de próstata é fundamental identificar o estadiamento do câncer segundo a sua evolução para orientar o tratamento, sendo que: Estágio A - Tumor que não é visível nem palpável ao toque; Estágio B - Tumor dentro da próstata que é palpável ao toque e visível em exames de imagem ; Estágio C - Tumor que atingiu as vesículas seminais, que se encontram próximo da próstata; Estágio D - Tumor que já atingiu outros órgãos e já existem metástases, podendo afetar a uretra, o reto e a bexiga, por exemplo.
       A doença atinge principalmente homens acima dos 50 anos de idade e por isso homens nessa faixa etária devem realizar os exames anualmente. Além disso, homens com história de câncer na família correm mais risco, exigindo o início dos exames anuais aos 45 anos de idade.
       Ainda sim, o melhor remédio é a prevenção! E existem alguns hábitos que podem diminuir o risco da doença: Uma dieta saudável. Rica em frutas, verduras, legumes, grãos e cereais. Evitando gorduras, principalmente de origem animal. Atividade física. Ao menos 30 minutos, 5 vezes na semana. Controle de Peso. Evitar a obesidade e manter o peso adequado ao seu corpo. Diminuir o consumo de álcool. É indicado que o homem limite-se a apenas duas taças diárias. Não fumar. Essa é a principal regra para evitar qualquer tipo de câncer.
      


Psicóloga Adriana Grosse
CRP 08/18360

Leia tambem: Câncer de Mama e seus aspectos psicológicos


LOGOTIPO DNEGOCIOS