Mãe controladora - Mãe autoritária, dominadora e repressora
LOGOTIPO DNEGOCIOS

Postado em maio de 2017

.

MÃE CONTROLADORA
Como lidar com ela?

mae-controladora-como-lidar-com-ela

Fídias L. Muro


Pode ser difícil.

Pode ser difícil conviver com uma mãe autoritária, dominadora e repressora. “Controladora". Às vezes, até dá vontade de sair de casa e largar tudo para trás. Mas existem outras maneiras de lidar com com esta situação. Esteja certo de que apesar de tudo, vocês podem ter um bom relacionamento mesmo depois de você ter idade o suficiente para sair de casa. Acontece muito esta espécie de final feliz, premiando todo o esforço que você tenha feito.

Seja compreensivo.

Ela acha que tudo na vida dela, incluindo você, tem que ser perfeito, e a única maneira de assegurar isso é controlando tudo, por isso age assim. A maioria das mães dominadoras se escondem por trás de uma máscara de "diretora de escola" para se sentirem mais confiantes e no comando. Mas quando você puder abraçá-la ou evitar uma briga que parecia inevitável, você talvez descubra que existe um lado doce e carinhoso também nela. Quanto mais você conseguir trazer à tona o lado mãe, da sua mãe controladora, melhor se dará com ela.
        Embora as mães controladoras e autoritárias possam parecer repressoras e reclamonas, elas só estão preocupadas com você. Você é filho dela, e é difícil vê-lo crescer. Pode acontecer também de ser este o único modelo de educar que ela conhece. Os únicos que a vida ensinou. Ela quer que tudo seja perfeito nos caminhos que você terá que percorrer, e quer mantê-lo seguro. À medida que você cresce, fica mais difícil para ela deixar que seu filho tenha mais liberdade. Em cada gesto dela veja um excesso de zelo e de cuidados.Sinta empatia por ela e compreenda que sua mãe pode ter tido um passado ou uma infância difícil. E age como uma "mãe controladora" porque tem medo que seus filhos passem pelas mesmas coisas que ela passou.

Exercite o dom da paciência.

Tente falar sobre o problema em vez de se irritar. Às vezes, sentar com sua mãe e explicar a ela que está se sentindo sufocado por certas atitudes pode fazer toda a diferença, mas se isso lhe parece impossível, ou impraticável, fora de cogitação, se você acha que não conseguiria, ou se não existe espaço para esta conversa, fique quieto. Brigas intermináveis não valem à pena porque só pioram as coisas. Quando for alguma coisa realmente importante para você, expresse sua opinião sem rebeldia, sem brigas e sem gritos, e sem nunca se cansar de mostrar a ela que você tem coração mole e quer resolver as coisas sem ofendê-la.
        Se achar que atingiu o limite de sua tolerância, saia. Não batendo portas e gritando desaforos. Saia com delicadeza. Se possível, pare um segundinho diante dela e diga que a ama. Mesmo que seja apenas mentalmente. Tente esboçar um leve sorriso que demonstre o quanto existe ainda de coisas boas na relação de vocês. Nunca a julgue nem a condene. Nem balance a cabeça negativamente. Lembre das coisas boas que ela já fez por você e pare para avaliar a situação e tentar descobrir o que se pode fazer de diferente na próxima vez.

Não compare sua mãe com nenhuma outra.

Mãe é única. É uma só. Nunca compare sua mãe, apesar de a considerar uma mãe controladora, Nunca a compare com as mães dos outros, nem tenha pena de si mesmo por ter que conviver com ela, que avalia como uma mãe horrível. Cada pessoa e cada família são diferentes, e nunca se sabe o que realmente acontece "entre quatro paredes".

Não saia contando sua vida pra todo mundo

Resista à tentação de contar a seus amigos como é terrível viver com alguém como sua mãe. Isso não resolve nada. Apenas aumenta o problema dando a ele uma publicidade desnecessária. Pode ser também que eles não entendam caso ela se mostre uma pessoa diferente na frente deles, e pode ser que fiquem do lado dela e não do seu, aumentando seu desconforto.

Desenvolva uma postura bondosa.

Cuidado para não se deixar mover pelo ódio quando lidar com sua mãe. É fácil acumular raiva internamente e permitir que ela cresça a ponto de você acabar até torturando e amaldiçoando sua mãe mentalmente e em casos extremos, desejar que ela nem existisse.
        Estabeleça limites e se organize para tomar as rédeas da sua vida quando se tornar um adulto.
        Certifique-se de que sua mãe entenda que planejará o que fará da vida, escolherá seu cônjuge e cuidará da sua família do jeito que quiser. Deixe que ela saiba que você valoriza a opinião e os conselhos oferecidos, mas que pode escolher não agir do jeito dela.
        Não há como alterar a personalidade dela. O máximo que se pode fazer é ajudá-la a ver os próprios defeitos de modo que ela mesma possa decidir mudar. Não é uma boa ideia obrigá-la a ter uma conversa séria a respeito. Seja forte, exercendo a melhor influência positiva na vida dela por meio de palavra e ações.



Adicione aos favoritos






SEPHORA








Seleção de Games! Pensou cultura, a Cultura entrega!


Seleção de Livros! Clique e confira.








Lingerie Sale


LOJAS POMPEIA


POLISHOP




LOGOTIPO DNEGOCIOS