FESTA JUNINA
LOGOTIPO DNEGOCIOS

Junho 2017

coloque nos favoritos

FESTA DO INTERIOR

menina-brincando-com-fogos-perto-da-fogueira

Festa junina, Ou festa de São João são celebrações que acontecem em vários países historicamente relacionadas com a festa pagã do solstício de verão, que era celebrada no dia 24 de junho, segundo o calendário juliano e cristianizada na Idade Média como “festa de São João”, celebrações que ainda hoje se realizam no mundo inteiro.

A Fogueira

Assim como a cristianização da árvore de natal, a fogueira do dia de “Midsummer” , como é conhecido o 24 de junho em muitos países europeus,apesar do anacronismo com os costumes da vida atual, que restringe severamente a prática de foguetórios tornou-se, pouco a pouco um atributo da festa de São João Batista. Ainda hoje, a fogueira de São João é o traço comum que une todas as festas de São João. Uma lenda católica afirma que o antigo costume de acender fogueiras tem suas raízes em um acordo feito entre as primas Maria e Isabel. Para avisar a Maria quando João nascesse, Isabel mandaria acender uma fogueira sobre um monte perto da casa dela, Quando visse a fogueira, Maria iria então visitá-la para ajudar com o recém nascido.

Dançando Quadrilha

A quadrilha, “quadrille” veio para o Brasil seguindo o interessepessoas dançando a quadrilha das elites portuguesas por tudo que fosse a última moda de Paris. Tinha este nome porque eram passos dançados por dois casais que se revezavam em evoluções ao mesmo tempo galantes e inocentes ao ritmo de uma música característica, bem de acordo com o que recomendavam os costumes. Ao longo do século XIX, a quadrilha se popularizou no Brasil aumentando o número de pares, abandonando os passos e ritmos característicos dos salões franceses e se tornou uma dança própria dos festejos juninos. Durante o nacionalismo folclórico do início do século passado, a quadrilha, sistematizada e divulgada por associações municipais, igrejas e clubes de bairros tanto nas áreas urbanas quanto na zona rural, tornou-se uma expressão da cultura cabocla brasileira, conservando seu aspecto matuto rígido e artificial

O Traje e o Jeito Caipira.

Graças também aos festejos juninos, desde criança aprendemos que o caipira é desajeitado, deselegante e despreparado para o convívio urbano. A representação da festa junina, tão difundida nas grandes cidades, tem como foco a caricatura festiva e não necessariamente pejorativa do homem rural. A tentativa de recompor e representar um “modo de viver caipira” é uma das principais marcas das festas juninas. Este momento especial do nosso calendário festeja-se de modo alegre e dançante, enquanto se degusta abundantemente os pratos típicos do ambiente rural.

O Perigo na Festa.

Principalmente nesta época do ano, as pessoas costumam acender fogueiras, soltar balões e fogos de artifícios. Isso aumenta em 50% a incidência de pacientes com queimaduras nos hospitais de todo o Brasil, sendo que das pessoas atendidas cerca de 40% estão na faixa entre 3 e 12 anos de idade. O quadro torna-se mais preocupante quando consideramos o desconhecimento da população em relação aos problemas envolvendo queimaduras e suas consequências.

Precauções e Dicas de Segurança:


O “Não” aos Fogos de Artifício

Para não estragar a folia durante a festa, é essencial tomar alguns cuidados, principalmente com as crianças: elas só devem ter contato com fogos leves e acompanhadas de pessoas adultas O ideal é não permitir em hipótese alguma que crianças brinquem ou manuseiem fogos de artifícios. Se uma bombinha de aparência inofensiva explodir nas mãos ou próximo aos olhos de uma criança, pode mutilar ou cegar a criança. Até deixar uma simples caixa de fósforos ou um isqueiro ao alcance de uma criança é uma imprudência. A atração e o fascínio que o fogo exerce sobre as crianças podem levar a acidentes sérios.
        Não tente acender os fogos que falharem, nem os aponte em direção a outras pessoas.
        Mesmo os adultos precisam observar as recomendações, de segurança, como não usar fogos em ambientes fechados e não apontá-los para pessoas ou janelas.
        Além do risco de acidentes, a opinião publica está despertando para outro motivo que torna Condenável o uso de fogos de artifícios. Estes artefatos, principalmente os de estampidos, geram um ambiente prejudicial a pessoas portadoras de doenças neurológicas ou mentais, ou algum tipo de misofonia e mesmo a pessoas saudáveis que se sintam incomodadas com o barulho seja de fogos de artifícios ou de outra fonte qualquer. Com base nestes conceitos, em várias cidades do Brasil e do mundo, a produção excessiva de barulho como a de fogos de artifício, já é objeto de restrições ou mesmo proibição por ser uma prática invasiva capaz de negar o direito de terceiros.

O Perigo das Fogueiras

As fogueiras também exigem cuidados especiais: jamais realimente o fogo com álcool ou gasolina. Este é o erro que mais causa acidentes graves. As crianças devem estar sempre supervisionadas por adultos quando brincam em volta da fogueira. Nunca arme sua fogueira próximo a árvores ou em baixo da rede elétrica.
        Não use inseticidas ou repelentes próximo ás chamas. Inseticidas e repelentes pegam fogo. Se as chamas atingirem suas roupas, não corra. O vento alimenta as chamas. Deite-se no chão e role até que o fogo todo se apague.
        Se ocorrer um acidente, causando uma queimadura grave, a orientação dos especialistas nestes casos é colocar a área atingida em água corrente até o alívio da dor, não usar pomada, borra de café, manteiga, gelo, pasta de dente, ou qualquer ouro produto sobre a lesão. Se fizer bolha, não rompa a bolha. Procure o atendimento especializado que estiver disponível.

O Perigo dos Balões

De acordo com a nova Lei de Crimes Ambientais, Lei Nº 9.065, de fevereiro de 1998, soltar balões, fabricar, vender ou transportar balões, são crimes com pena prevista de detenção de um a três anos ou multa, ou ambas as penas cumulativamente.
        O balão pode cair aceso em florestas, residências e áreas comerciais ou industriais, causando prejuízos, ameaça ao meio ambiente e até mesmo colocando a vida das pessoas em risco. Mas não vamos entrar em detalhes. Soltar balão é crime, quem solta comete crime e ponto final.
        Quem está no Rio de Janeiro pode fazer denúncias pelo Disque Balão: 2253-1177. Já o número 0300 253-1177, que tem custo de uma ligação local, é para quem se encontra em outros municípios dentro do estado do Rio de Janeiro.
        O Disque Balão, no Rio de Janeiro oferece recompensas, com valores entre R$ 300 e R$ 2 mil, por informações que levem a apreensão de balões ou localização de baloeiros.
        Em são Paulo as denúncias podem ser feitas à Corregedoria da Polícia Militar do Estado de São Paulo (11) 3311 0077 ou pelo telefone 181.




Smartphone Alcatel Pixi4 Colors - PretoSmartphone Alcatel Pixi4 Colors - Preto


Smartphone Samsung Galaxy S8 Dual Chip Android 7.0 Tela 5.8" 64GB 4G 12MP - Ametistalomadee-americanas-smartfone-samsung-galaxy-s8




Seleção de Livros! Clique e confira.





Lingerie Sale











SandroMoscol








LOGOTIPO DNEGOCIOS