ENEM - Seu passaporte para o próximo nível
           
LOGOTIPO DNEGOCIOS

E N E M




Fazendo a prova do ENEM.

Mariolinda Ribeiro




ENEM 2017. Esteja preparado para a prova. Aprenda focar nos estudos. Consiga uma boa nota na redação. Como dominar a matemática. Vença mais esse desafio.
            Nos dias 5 e 12 de novembro, os alunos que estão terminando o ensino médio têm um encontro marcado com os examinadores do Enem. Vão mostrar o que sabem, e na semana seguinte o INPE divulgará as respostas das questões em sua página oficial, e a expectativa é que as notas sejam publicadas na sexta feira 19 de janeiro de 2018.

O que cai na prova do ENEM

O ENEM avalia o desempenho dos candidatos que estão cursando o último ano do Ensino Médio. As questões vão abranger todos os conhecimentos estudados, durante todo o período de 3 anos. No primeiro domingo, dia 05, serão aplicadas as provas de Linguagens, Ciências Humanas e redação com tempo de duração de 05h30min, e no segundo domingo, dia 12, serão aplicadas as provas de Matemática e Ciências da Natureza, com tempo de duração de 04h30min. Se você está nessa, é hora dos preparativos finais. Bons estudos, galera! Porque agora vai! Suas meta, seus estudos e o seu aprimoramento profissional dependem do sucesso em novembro. Certo?

O Enem é uma vez só por ano vale à pena focar nos estudos

Você pode conseguir bons resultados se focar e conseguir a sonhada disciplina nos estudos. A primeira coisa que você tem a fazer é organizar sua rotina. Veja quantas horas você tem disponível na semana para estudar, liste as suas atividades do dia a dia, por exemplo: a que horas você costuma acordar, almoçar, fazer atividades físicas, trabalhar, e a partir daí, aproveite ao máximo o seu tempo. Os horários de almoço e de intervalos podem ser preciosos para estudar. Nem que seja por 30 minutos apenas. Dessa forma, você vai construindo um hábito, o que é ótimo para conseguir o que quer. Os finais de semana são grandes oportunidades de colocar tudo em dia, porque é quando temos mais tempo disponível. Separe tudo que tem para estudar. Dessa forma, você terá uma noção do todo. Separar todas as matérias por peso, dificuldade e facilidade.

Como conseguir boas notas no Enem

É um pouco difícil, mas, mesmo que você não goste, vai precisar estudar aquelas coisinhas com as quais você definitivamente não tem a menor afinidade. Aquilo que for mais difícil e cansativo deve ser visto nos dias e horários em que você rende mais. Considere também o tempo que você tem até 5 de novembro, para montar o ciclo de estudos. Estude todas as matérias até o final e faça revisão de tudo uma vez por semana ou, no máximo, a cada quinze dias. Procure fazer intervalos de 15 minutos a cada hora de estudo. Estudar demais pode aumentar sua taxa de estresse e diminuir seu rendimento. Treine! Faça simulados e provas anteriores para ter uma ideia da realidade das provas e do que precisa ser melhorado. Tem tudo sobre a redação nesta página. Aproveite.

Para enfrentar o Enem você tem que se cuidar

Faça atividade física. Qualquer exercício ajuda muito a controlar o estresse. Procure dormir bem. As horas de sono são sagradas para você que precisa produzir. O estudo pode não render se você insistir em perder horas de sono estudando. Cuide da alimentação. Comer comidas saudáveis dá mais disposição para enfrentar a maratona do dia a dia. Não deixe de lado o que você considera mais difícil e chato. São conteúdos que também podem cair (e geralmente é o que cai) nas provas. Divida bem o tempo de estudar e de se divertir. Estudar sem foco, com brincadeiras, sem comprometimento é o mesmo que não estudar e evite procrastinar. Isso só afasta você de tudo que você quer.

No dia do Enem, pontualidade é pouco. Use inteligência. Evite o estresse

Imprima o seu cartão de confirmação com bastante antecedência, no site http://enem.inep.gov.br , guarde junto com o que você precisa levar e leve-o com você nos dias das provas. Ele traz o número de inscrição, local, datas e horários das provas no horário oficial de Brasília. Consultar o cartão confirmação no site, no dia das provas pode ser bem difícil, porque o número de acessos é muito grande e o sistema pode ficar lento e até cair.
            Você tem que chegar pontualmente ao local de prova e confirmar imediatamente ao chegar se de fato sua prova é ali. Não se esqueça de levar, nos dois dias de provas, um documento de identificação original e com foto, podendo ser carteira de identidade (RG), carteira de Habilitação (CNH) ou qualquer outro documento válido, original e com foto. Cópias, mesmo autenticadas, não são válidas. Você vai precisar também ter em mãos uma caneta de tinta preta feita de material transparente. Tinta de outra cor impossibilita a leitura do cartão de respostas. Eu levaria duas canetas de tinta preta feitas de material transparente. Nunca se sabe. É proibido o uso de lápis ou borracha.
            Chegar atrasado é um erro clássico. Acontece sempre, simplesmente porque muita gente esquece que no dia, o trânsito acaba congestionando e acontecem atrasos e engarrafamentos. Mesmo saindo de casa cedo, ninguém está livre de imprevistos. São só dois domingos de provas, vale à pena você se programar e chegar no local uma hora antes e ficar por ali, só pra garantir. Muita gente perde a prova porque errou o local e quando se apresenta descobre que sua prova não é ali. Se você tem uma hora a seu favor, ainda pode ter a chance de chegar no local certo. Os portões serão abertos ao meio dia e fechados às 13horas em ponto. As provas terão início às 13horas e 30minutos no horário oficial de Brasília.

Redação. A estrela do Enem

Para não deixar que um erro bobo prejudique sua prova, logo que você receber o caderno de questões preencha as informações solicitadas. Leia cada item das instruções com bastante atenção e verifique mais de uma vez se as informações foram preenchidas corretamente.
            A prova de redação que será aplicada no primeiro domingo, dia 5, deve ser de no mínimo 8 e no máximo 30 linhas, abordando um texto dissertativo-argumentativo a partir de uma situação-problema (política, social ou cultural).
            A redação vale meio Enem. Ela pode salvar você. Treine a estrutura da Redação. Pegue um tema e desenvolva 25 linhas. Desenvolva vários temas até ficar bom nisso. Até sentir que está desenvolvendo temas com total facilidade. Dessa forma, você só precisará desenvolver o tema que cair na prova.
            A redação não será avaliada pelo número de linhas. E sim pela forma como foi desenvolvido o tema. Uma redação de 8 linhas bem desenvolvida, que é o mínimo aceito, pode valer tanto ou mais do que uma de 30 linhas cheia de erros e apresentando um tema mal desenvolvido. Portanto, na prova concentre-se em fazer uma ótima redação de 16 a 30 linhas, de acordo com a facilidade que você estiver tendo em redigir, dando coerência ao conteúdo e o sucesso vai ser total. Quer saber? Não perca tempo contando linhas. Ocupe-se apenas em desenvolver o tema. Pensar o tema, discutir consigo mesmo o tema, este tema que você tanto desejou adivinhar...

Fazer a redação do Enem é como conversar com alguém

Na redação você não vai ter que inventar uma nova língua portuguesa, criar uma obra de arte literária, ou coisa parecida. Sua redação vai ser em português mesmo. Este que você usa para falar com as pessoas e dizer o que pensa, alto e bom som, quando quer. Pois então: é isso que você tem que fazer: Dizer o que pensa sobre o tema. Uma brilhante maneira de arrancar pensamentos de dentro da cachola é PERGUNTAR. Pergunte mentalmente e responda mentalmente e em cima desta resposta elabore seu raciocínio. Diga o que você acha daquilo (do tema).



Primeiro faça a redação no rascunho. Depois de pronta passe a limpo

Os cinco passos

.
1) Veja o tema de redação e faça uma leitura cuidadosa da prova – Essa é uma dica importante e pode influenciar todo o seu desempenho. Leia e releia a proposta e os textos de apoio. Dê uma lida também nas questões da prova. Você pode pescar ali alguma informação que lance uma luz sobre o tema da redação. Assuma o tema da redação como uma coisa que você quer consertar desde pequenininho. Não fuja do tema. Se fugir do tema vai perder a redação.

2) Elabore o projeto de texto e escolha uma tese – (sua tese é a sua opinião sobre como solucionar ou melhorar a situação em questão, o tema). Esse é o momento em que você deve escolher a sua abordagem e os argumentos que usará para defender sua tese. Separe as ideias principais sobre o assunto em um rascunho. Escolha para sua tese, de preferência um assunto que você domine dentro do tema. Assim, você vai se sentir mais à vontade para argumentar e expor o seu ponto de vista.

3) Faça a primeira versão do texto – Nessa etapa do rascunho, preocupe-se com o conteúdo e não com a gramática. Foque sua atenção para organizar os argumentos da melhor forma. As ideias devem fazer sentido e ter a ver umas com as outras. Um texto bem amarrado valoriza a sua argumentação.

Estrutura básica de uma dissertação-argumentativa

.
O texto dissertativo-argumentativo é aquele em que se apresenta e se defende uma ideia, uma posição, um ponto de vista ou uma opinião a respeito de determinado assunto ou tema. O texto é argumentativo porque o objetivo é a defesa, por meio de argumentos convincentes, de uma ideia ou opinião; e é dissertativo porque se estrutura sob a forma dissertativa: Introdução, argumentação e conclusão.



Introdução - Apresente o tema. Inicie dizendo com clareza como na sua opinião, o tema está na atualidade. Como você vê a coisa agora. Evite fazer rodeios. Seja o mais realista que puder, mas lembre-se que é no desenvolvimento que seus argumentos devem ser usados para convencer quem estiver lendo.

Desenvolvimento - Defenda a sua tese apresentando ideias que a justifiquem através de argumentos sólidos e consistentes. Essa parte é importante, por isso coloque tudo da forma mais clara possível para que o leitor compreenda seu ponto de vista. Use muito expressões como: “o que eu quero dizer é que” “o que eu acho é que” “Na minha opinião” “pensando bem”... São expressões que ajudam a ligar os pensamentos. Para deixar organizado, uma dica é reservar um parágrafo para cada argumento, analisando todos os aspectos que você quer abordar.

Conclusão - Retome as ideias expostas na introdução, junto com os principais argumentos que a justificam para confirmar a tese e encerrar o texto. É nessa parte que você deve propor a solução ao problema, a partir dos argumentos levantados por você no desenvolvimento,durante a argumentação.


Agora, feito isso, uma dica preciosa: Pare durante 2 ou 3 minutos. Aproveite para relaxar, respirar fundo, repousar o cérebro, e em seguida, sem pressa, leia sua redação. Imagine que diante de você está um amigo seu que você admira porque fala um português perfeito e é um sujeito genial. Leia a redação, que você acabou de fazer, observando bem se seria assim mesmo que você apresentaria a esse amigo este tema. Estão só vocês dois e vocês estão conversando sobre o assunto. Este amigo é o seu subconsciente. Pergunte a ele o que ele teria mais a dizer sobre esse tema, que argumentos você ainda pode lançar mão para convencer o leitor sobre a importância da sua tese. Pergunte ao seu subconsciente o que está faltando. O que mais você precisa dizer mas se encontra bloqueado. E com a ajuda dele, escreva mais. Faça uma redação maior, não em número de linhas, mas em qualidade de argumentos. E só pare quando seu subconsciente estiver batendo palmas pra você.

.
4) Revise o texto: Agora é hora de corrigir a gramática e pequenos errinhos na sua redação. Caso tenha dúvida na grafia de alguma palavra, tente substituir a expressão por outra. Falar a mesma coisa de outra forma. Quem sabe, de uma forma mais criativa, mais explicativa. Preste atenção se não existe alguma frase sem sentido perdida pelo texto e avalie se há coerência entre as ideias.

5) Passe o texto a limpo: Finalmente, essa é a última etapa da redação. Por isso a importância de preparar seu texto em um rascunho. Respeite o limite de linhas e se achar que vale a pena ou que vai passar de 30 linhas, selecione alguns parágrafos para serem excluídos da sua redação. Não coloque informações fora da área de correção.



Pronto! A redação está feita. Quanto mais redações experimentais você fizer agora mais craque você fica em redação e melhor vai ficar a redação que você vai fazer lá na prova.A redação vale muito no ENEM e será muito importante na sua vida, qualquer que seja a sua atividade.
        A proposta da redação é avaliar a sua capacidade de expor uma ideia, raciocinar e defender um argumento. É a única oportunidade que você tem de escrever, e isso é bastante positivo! Na redação você expressa o que aprendeu tanto na escola quanto na sua experiência de vida; você tem a chance de ser criativo, desenvolto e de expor o seu repertório cultural. Ao ler a proposta, o tema, se você estiver bem preparado pode usar de todos os seus conhecimentos para formular os seus argumentos. Para ir bem na redação não tem segredo: É treinar, treinar e treinar. Pensar e escrever. Pensar e escrever. Pensar e escrever.



EXEMPLO DE UMA REDAÇÃO DISSERTATIVO-ARGUMENTATIVA

Tema:     POLÍTICA

.
Para desenvolver a Introdução faça mentalmente a seguinte pergunta: Qual é a realidade deste assunto atualmente?
Pra desenvolver a argumentação, faça mentalmente as perguntas que achar necessárias ou pertinentes, como por exemplo: como? Quando? Por que? Onde? Etc e vá respondendo e desenvolvendo os argumentos que você considere convincentes.
Para desenvolver a conclusão (onde enfatizará sua tese) faça mentalmente perguntas como: O que não foi feito? Como corrigir esta situação? Como isso pode ser melhorado? Etc.
Outras perguntas que você pode fazer mentalmente para desenvolver o tema:
O que é que eu penso quando o assunto é política? Como é a política no Brasil? É importante? Porque? Como é o sistema de votação?

(sempre que faltar assunto faça mentalmente uma pergunta dentro do tema e com base na resposta desenvolva um argumento)

Dicas: Não citar nomes de pessoas. Não usar expressões chulas, como por exemplo; “Políticos ladrões”. “Cambada de incompetentes”, etc.

(Título no Enem é opcional- Não é obrigatório nem proibido colocar título na redação)

Tema:     POLÍTICA

A redação começa aqui.



            O Brasil é um país marcado pela desconfiança popular com relação à política. Escândalos de corrupção atingem com frequência membros do alto escalão do governo e também acontecem nas Câmaras Municipais, Estaduais e Federais do país, causando uma sensação de desconforto.
          Com uma política baseada no Pluripartidarismo, o Brasil vive uma constante disputa de poder entre partidos opositores e da base aliada do governo. O país é governado pelo Partido dos Trabalhadores desde 2003, e viveu um marco histórico durante o período com o julgamento e a prisão dos acusados de envolvimento com o escândalo do Mensalão.
            A política brasileira estabelece o voto obrigatório para a população e enobrece seu sistema eleitoral eletrônico que, para alguns estudiosos, representa uma margem para a fraude na contabilidade dos votos para prefeituras, câmaras, governos estaduais e senado.
            Atualmente, o governo brasileiro tem uma forte vertente de programas sociais que visam o assistencialismo, como o Bolsa Família, por exemplo. Apesar de ter sido eficiente para reduzir o número de famílias vivendo abaixo da linha da pobreza, as políticas sociais ainda não diminuíram as diferenças sociais e as dificuldades de acesso à educação e à saúde pública de qualidade.
            A crise de credibilidade da política brasileira está presente em todas as esferas de poder, seja no Legislativo, no Executivo ou no Judiciário. Com diversos partidos legalmente registrados, o Brasil tem grupos ideológicos fortes, com uma esquerda e uma direita bem posicionadas.
            Para sociólogos e críticos, o Brasil permanece como um país em desenvolvimento por causa do posicionamento de seus políticos e pelos gastos exorbitantes destinados a manutenção do sistema político nacional.
          Para garantir o mínimo de transparência à política, o país conta hoje com a Lei da Ficha Limpa, que evita que políticos que estejam respondendo por crimes possam se candidatar a cargos públicos. Esta determinação configura um avanço importante na limpeza que deve ser realizada nas esferas políticas do país, principalmente no que diz respeito ao Poder Legislativo.




Observe que no primeiro e no segundo parágrafos, é feita a apresentação explicativa do tema (introdução). Nos parágrafos seguintes o tema é apresentado através de comentários (desenvolvimento). E no último parágrafo é apresentada uma solução, ou pelo menos, algo que se posto em prática amenizaria o problema (conclusão –Incluindo a tese).
A tese no caso é a afirmação que “uma limpeza deve ser feita na esfera política do país, principalmente no que diz respeito ao Poder Legislativo.”.


TEMAS PARA EXERCÍCIOS

            (extraídos de Enem passados)

.


1.Refugiados cada vez mais acuados por guerras:
A crise de refugiados tem se agravado cada vez mais ao redor do mundo. As imagens dos migrantes que estão fugindo das guerras comovem as pessoas e destacam um problema evidente.

2.Urbanização e transporte:
As questões que envolvem a vida nas grandes cidades e a mobilidade urbana também podem ser tema de discussão. Fique atento!

3. Água:
A falta, os problemas enfrentados pela sua falta, o problema na vida da população do sudeste nos últimos anos e há cerca de um século no nordeste do país. A prova pode solicitar do estudante a discussão das políticas públicas para reverter o problema e também ao comportamento da população para evitar o gasto de água.

4. Mobilidade Urbana:
Esse é um problema na maioria dos países, inclusive no Brasil, ainda mais nas grandes cidades do país.

5. Preconceito racial: Um tema bem presente na mídia e nas discussões da população. O tema ainda pode tratar da relação entre o preconceito e o esporte, onde já ocorreu alguns episódios de preconceito.

6. Meio ambiente:
É um conjunto de unidades ecológicas que funcionam como um sistema natural.

7. Redes Sociais:
Seu uso, o impacto na vida das pessoas e da sociedade, a ética e a moral nas redes sociais.

8. Tecnologia:
Os avanços tecnológicos estão a cada dia crescendo, com isso muitos debates e discussões também.

9. Violência:
Um tema sempre recorrente e infelizmente atual, podendo ser o tema de prova, discutindo as causas, políticas públicas e soluções possíveis para esse problema.

10. Liberdade de expressão:
A mídia, as redes sociais, são sinônimos de expressão e liberdade, porém é discutido até onde é possível exercer esse direito sem ferir o direito dos demais.




LOGOTIPO DNEGOCIOS










Seleção de Livros! Clique e confira.





Lingerie Sale





SandroMoscol>





www.trivago.com.br