CORRUPÇÃO - Por que tanta corrupção na política brasileira?
LOGOTIPO DNEGOCIOS

setembro 2017

coloque nos favoritos




CORRUPÇÃO



“No Brasil a corrupção é facilitada pelo próprio sistema. O governo federal emprega 90.000 pessoas em cargos de confiança. É confiança demais! Nos Estados Unidos são 9051 pessoas e na Inglaterra apenas cerca de 300 pessoas em cargos de confiança. É muito estranho, um país de onde roubam 54,4 bilhões de reais por ano confiar em tanta gente”.
(Mara Milena)




Se ao invés de desviarem o dinheiro do país para benefício próprio, os políticos brasileiros trabalhassem pelo bem dos contribuintes e da sociedade, o Brasil seria campeão de desempenho em todas as áreas sociais, mas não é o que acontece. De acordo com uma pesquisa realizada por um grupo de economistas liderado pelo pesquisador Claudio Frischtak, nos últimos 30 anos, de 1986 a 2016, foram desviados do Brasil um total de 1 trilhão e 600 bilhões de reais. Em média 54,4 bilhões por ano. Charle De Gaulle tinha razão. Não se pode chamar o Brasil de um país sério. Onde estão e o que vivem fazendo todos os juízes de todos os tribunais de contas, pagos regiamente para defender nosso dinheiro?

"A corrupção não é uma invenção brasileira, mas a impunidade sim."(Jô Soares)

Um trilhão e Seiscentos bilhões de reais. Este foi o preço que a corrupção nos custou. Em média 54 bilhões e quatrocentos milhões de reais por ano. Ouvindo esses valores, pensamos em calcular o que seria possível fazer com toda essa fortuna roubada, mas o brasileiro já cansou de fazer esse cálculo e se resignou em ver no país mais de 8 milhões de crianças, de 0 a 5 anos, fora das creches e sem escolas. Este roubo de mais de 54 bi por ano, coloca o Brasil numa nada confortável posição 79º colocado no ranking da Transparência Internacional sobre a percepção da corrupção no mundo. Numa lista de 176 nações. O problema é que outros tantos dados, como os números já contabilizados pela operação Lava Jato, reforçam o quanto a nação é frágil nesse quesito.

"Corrupção, a partir de certo nível, exige que todos sejam corruptos."(Ladislau Dowbor)

A pouco mais de 10 anos o Brasil se chocava com o escândalo do mensalão, quando foram identificados desvios da ordem de R$ 100 milhões, para pagar propinas a parlamentares para votarem a favor de projetos do governo Lula, e agora, um ex-gerente da Petrobras se compromete a devolver R$ 326 milhões, mostrando que a situação é ainda mais desafiadora. Alguns números apurados pela força-tarefa da Lava Jato dão a dimensão desse problema, que é um dos mais graves que o país tem para superar. Entre eles, estão os R$ 10 bilhões desviados e já recuperados pelos cofres públicos e os R$ 6 bilhões reconhecidos pela própria Petrobras como prejuízos com propinas.

"No Brasil todo mundo vive indignado com os políticos e com a corrupção, mas todo mundo quer que o porteiro abra o portão pro filho que chegou atrasado."

A Federação das Indústrias do Estado de São Paulo fez um estudo sobre o custo da corrupção no Brasil, onde projetou que 2,3% do PIB nacional são perdidos por ano com práticas de corrupção. No documento, a entidade destacou que o custo extremamente elevado dessa roubalheira prejudica o aumento da renda per capita, o crescimento e a competitividade do país, compromete a possibilidade de oferecer à população melhores condições econômicas e de bem-estar social e às empresas melhores condições de infraestrutura e um ambiente de negócios mais estável.

"A corrupção na democracia começa no fato de uma classe fixar os impostos e outra pagar. "(William Ralph)

Não basta trazer à tona os crimes de corrupção, identificar seus agentes e tornar pública a sujeira que estava debaixo do tapete. Para muitos especialistas, por mais surpreendentes que se mostrem novos fatos e alvos que surjam com os desdobramentos das operações anticorrupção, esse é um momento histórico do país e deve ser aproveitado. Estes Bilhões, quando não são usados em prol da sociedade, ao serem desviados, eles colocam em xeque a prestação de serviços básicos à população, fazendo desmoronar a qualidade de vida dos brasileiros. Cabe às instituições coibir estes crimes energicamente, evitando que tudo se repita após a lava jato, como se repetiu após o mensalão.

"A corrupção na administração pública brasileira agora é organizada em partidos."

As principais causas da corrupção são velhas conhecidas: instituições frágeis, hipertrofia do estado, burocracia e impunidade. Um quadro arcaico, anacrônico, a muito banido dos países sérios, que leva os servidores a trabalhar para os partidos, e não para o povo, prejudicando severamente a eficiência do estado. Há no Brasil 120 milhões de pessoas vivendo exclusivamente de vencimentos recebidos da União, estados ou municípios. A legislação tributária mais injusta e confusa do mundo alimenta uma rede de corruptos em órgãos como a Receita Federal e o INSS. A impunidade reina nos crimes contra a administração pública. Uma análise de processos por corrupção feita pela CGU mostrou que a probabilidade de um funcionário corrupto ser condenado é de menos de 5% e a possibilidade de cumprir pena de prisão é praticamente zero. A máquina burocrática cresce mais do que o PIB, asfixiando a livre-iniciativa. A corrupção se reproduz nos labirintos da burocracia e nas insondáveis trilhas da selva tributária brasileira. Seria necessária a criação e a votação de leis tornando impossível o desvio de dinheiro público. Mas quem criaria e votaria essas leis? Quem são os legisladores no Brasil? Nem me responda.



LOGOTIPO DNEGOCIOS




www.trivago.com.br
       









Seleção de Livros! Clique e confira.





Lingerie Sale





SandroMoscol>





www.trivago.com.br